Avaliação do Potencial dos Resíduos Produzidos Através do Processamento Agroindustrial no Brasil

Wilson B. do Nascimento Filho, Carlos Ramon Franco

Resumo


As indústrias de alimentos são responsáveis por gerar toneladas de resíduos compostos de cascas, sementes, caroços e polpa dependendo do tipo de fruta a ser processada, acarretando sérios problemas ambientais devido à produção de lixo orgânico. Este trabalho buscou levantar informações relacionadas ao desenvolvimento da agroindústria brasileira, que vem crescendo segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revertendo uma queda em seu setor agroindustrial no ano de 2010. A geração de resíduos agroindustriais encontra-se em diversas etapas da cadeia produtiva, havendo uma estimativa de que o aproveitamento das matérias-primas vegetais não ultrapasse cerca dos 85% e que os resíduos gerados possam chegar a 30%. O Brasil encontra-se em terceiro lugar do rank mundial em produção na área de alimentos. O reaproveitamento de resíduos gerados pela agroindústria que hoje é um dos maiores polos de investimentos, mesmo em países com alto desenvolvimento tecnológico como França e Estados Unidos, tem sido alvo de vários estudos o que contribui para o acúmulo de informações sobre o seu grande potencial e seus valores nutricionais uma vez que os mesmos apresentam uma grande taxa de nutrientes essenciais, que agem no combate contra diversas doenças degenerativas, melhorando a saúde humana. O consumo regular de frutas na alimentação humana ocasiona o bom funcionamento do organismo, devido a presença de compostos bioativos, entretanto ainda há necessidade de se efetuar estudos para potencializar o uso destes subprodutos e agregar valor à industrial biotecnológica. Este trabalho apresenta uma revisão literária de trabalhos científicos publicados nos últimos 25 anos, utilizando como meio de consulta as diversas bases de dados: Scielo, Science Direct, Scopus, Web of Science, Google Acadêmico entre outras.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150116


Palavras-chave


Agroindústria; Nutrientes; Compostos Bioativos; Indústria de Alimentos.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online