Uma Abordagem Química sobre a Pele e a Biocatálise no Desenvolvimento de Moléculas Antioxidantes de Aplicação Cosmética

Ana Maria Mouad, André Luiz M. Porto

Resumo


A principal função da pele é proteger o organismo contra a perda de água e entrada de substancias do ambiente exterior. A barreira de proteção contra a penetração de compostos é composta de moléculas orgânicas como ceramidas, colesterol e ácidos graxos livres. Contudo, estes lipídios podem sofrer danos causados por radicais livres. Neste contexto, produtos cosméticos são continuamente desenvolvidos buscando preservar o equilíbrio cutâneo através do combate aos efeitos de radicais livres. Antioxidantes como ácidos fenólicos tem exibido excelente atividade contra estas espécies químicas. No entanto, ácidos fenólicos apresentam baixa solubilidade em formulações cosméticas como emulsões, devido a sua elevada polaridade. Em busca de elevar sua solubilidade em formulações cosméticas, derivados de ácidos fenólicos podem ser produzidos através de biocatálise, aplicando enzimas lipases como biocatalisadores. Estes processos podem ser envolvidos na produção de outras classes de moléculas bioativas voltadas para aplicação cosmética.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20140106


Palavras-chave


Pele; lipídios; radicais livres; antioxidantes; ácidos fenólicos; lipase; biocatálise.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online