Métodos para Remoção de Derivados Fenólicos de Efluentes Aquosos

Felipe S. Cunha, Alcino P. de Aguiar

Resumo


Derivados fenólicos são compostos que não ocorrem naturalmente em corpos dágua. A presença de fenóis no meio ambiente está associada à atividade humana. Estes compostos são encontrados em rejeitos de diferentes tipos de indústrias, tais como: petroquímica, papel e celulose, farmacêutica, têxtil, mineradoras, coquerias, entre outras. A legislação brasileira estabelece o valor de 0,5 mg/L como a concentração máxima destes derivados em água. Entretanto, no efluente de algumas indústrias a concentração pode alcançar  2000 mg/L. Este artigo reporta as principais técnicas utilizadas para remoção de derivados fenólicos de efluentes aquosos industriais, tais como: oxidação por ar úmido, degradação biológica, uso de adsorventes orgânicos ou inorgânicos. Adicionalmente, são apresentados alguns aspectos associados à toxidez destes poluentes.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20140052


Palavras-chave


Derivados fenólico; adsorvente; efluentes industriais; meio ambiente.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online