Química Verde e Formação de Profissionais do Campo da Química: Relato de uma Experiência Didática para Além do Laboratório de Ensino

Dorai P. Zandonai, Karla Carolina Saqueto, Sandra Cristina S. R. Abreu, Ana Paula Lopes, Vânia G. Zuin

Resumo


O objetivo deste artigo foi analisar as potencialidades e limitações de uma experiência voltada à educação em Química Verde para a formação inicial docente em uma instituição de ensino superior do estado de São Paulo. A proposta didática, de caráter prático, baseou-se em uma questão sociocientífica controversa com enfoque CTSA, que abordava a simulação de remediação de corpos dágua e recuperação de petróleo considerando o contexto brasileiro. Os dados obtidos por meio de pesquisa qualitativa apontam que a experiência possibilitou aos estudantes compreender os conteúdos expressos na proposta, os motivos pelos quais há a adoção da perspectiva da Química Verde em diferentes contextos, bem como os caminhos metodológicos adotados para a abordagem de conteúdos de Química que extrapolam os laboratórios de ensino.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20140007


Palavras-chave


Educação em Química Verde; Formação de Professores; Experimentação; Magnetita.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online