Nitrato de amônio: mocinho ou vilão?

Cleônia Roberta Melo Araújo, Sidney Silva Simplicio, Victória Laysna dos Anjos Santos, Wesley Randson Alcantara Campos, Délis Galvão Guimarães, Arlan de Assis Gonsalves

Resumo


O nitrato de amônio (NA) é um sal inorgânico constituinte de vários produtos utilizados em práticas comuns, como a aplicação em fertilizantes, controle de odores, produção de agentes explosivos e produção de propelentes para foguetes. Suas propriedades físico-químicas demonstram se tratar de um sal de elevada estabilidade, o que desperta o questionamento sobre o seu envolvimento em inúmeros acidentes explosivos registrados em todo o mundo, sendo o mais recente o ocorrido em agosto de 2020 na cidade Beirute – Líbano. Dessa forma, o presente artigo de revisão reúne informações importantes e de conhecimento necessário acerca deste agente químico, a fim de evitar ou minimizar os acidentes que possam envolver o NA. Assim, foram abordadas informações desde a importância econômica e principais aplicações do NA até os riscos e as medidas de segurança recomendadas às operações de seu transporte, armazenamento e uso.


Palavras-chave


fertilizante, agricultura, explosivo, acidente de Beirute, segurança



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online