Imagem para capa

COMPLEXO DERIVADO DE PERILENO COMO COCATALISADOR NA OXIDAÇÃO ELETROCATALÍTICA DE ETANOL

Elizomar Medeiros Barbosa, Italo Santos Costa, Pedro Henrique Silva Oliveira, Erivana Batista dos Santos, Andreza Mitanda Barata Silva, Paulo José Sousa Maia, Elson Almeida Souza

Resumo


As células diretas de combustível com álcool (DAFCs) são fontes de energia vantajosas para aplicações em dispositivos móveis e portáteis. Dentre as possibilidades de combustíveis aplicados, o etanol oferece uma alternativa atraente porque pode ser produzido a partir de biomassa em larga escala e é menos tóxico que o metanol. No entanto, mesmo quando o Pt metálico é usado como catalisador, a oxidação completa do etanol em CO2 e H2O apresenta problemas, o que exige a busca de catalisadores mais eficientes, seletivos e de baixo custo. Este estudo empregou técnicas de voltametria cíclica e cronoamperometria para avaliar o desempenho do bis(1,10-fenantrolina)(N-(5-amin-1,10-fenantrolina)perileno-3,4,9,10-tetracarboximonoimida)rutênio(II) hexafluorfosfato, [Ru(fen)2(pPDI)]2+([PF6]-)2 como co-catalisador na oxidação eletro-catalítica do etanol. Para tanto, foi utilizado um composto de coordenação contendo íon metálico Ru2+ e ligante à base de perileno na oxidação do etanol na presença de Pt/C (Pt/C:RupPDI) e PtSn/C (PtSn/C:RupPDI), obtendo-se assim catalisadores com diferentes razões de massa metal-composto de coordenação. Os resultados de voltametria cíclica e cronoamperometria indicam que, apesar do composto de coordenação RupPDI não exibir boa eficiência catalítica por si só, ele o faz quando associado a catalisadores metálicos nano-particulados; isto é, o uso de PtSn/C:RupPDI (3:1) como catalisador, resultando em maior densidade de corrente ao longo do experimento.


Palavras-chave


Oxidação eletrocatalítica; Derivados de perileno; Células a combustível de etanol; Compostos de coordenação



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online