Perfil fitoquímico e avaliação da atividade antioxidante e citotóxica de um espécime de Lecythis pisonis Cambess. (Lecythidaceae)

Kíssila Gomes Barreto, Laysa Lannes Pereira Ferreira Moreira, Jéssica da Silva Xarifa Gomes, Carlos Roberto Ribeiro Matos, Leda Mathias

Resumo


A espécie Lecythis pisonis, conhecida popularmente como sapucaia ou cumbuca de macaco, é uma planta pertencente à família Lecythidaceae. Esta família possui atividades farmacológicas interessantes que tem impulsionado pesquisadores a explorar suas espécies. Observando o potencial biológico da espécie L. pisonis, este trabalho teve como objetivo traçar o perfil químico de suas folhas e avaliar a atividade antioxidante in vitro (DPPH e ABTS) e citotóxica contra larvas de Artemia salina Leach. Os testes qualitativos identificaram a presença de triterpenos, esteroides, saponinas, flavonoides e fenólicos em geral. A investigação fitoquímica das folhas resultou na identificação da mistura de triterpenos: epifriedelanol e friedelina (1+2), β-amirina e α-amirina (4+5), esqualeno (3) e ácido ursólico (16); da mistura dos esteroides: estigmasterol e β-sitosterol (6+7); α-tocoferol (8); da mistura dos ésteres: palmitato de metila, palmitato de etila, 9-octadecenoato de etila, 9,12,15-octadecatrienoato de etila, palmitato de butila, octadecanoato de etila e octadecanoato de butila (9-15); da mistura dos flavonoides isoquercitrina e astragalina (20+21); do ácido gálico e galato de metila (17+19); do ácido gálico (17) e ácido elágico (18). Sendo este o primeiro relato da identificação das substâncias 8-15, 17-21 nas folhas da espécie L. pisonis. A avaliação da atividade antioxidante dos extratos polares revelou um grande potencial antioxidante, que pode estar associada aos altos teores de fenóis e flavonoides totais observados. A quantificação de proantocianidina no extrato em MeOH mostrou um teor de 8,655 mg EC/g de extrato bruto. Pelo bioensaio realizado com A. salina foi verificado que os extratos MeOH e MeOH:H2O são ativos.

Palavras-chave


Fitoquímica; Antioxidante; Lecythis



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online