Técnicas Analíticas Hifenadas na Identificação de Marcadores Químicos e Adulterações em Produtos Naturais

Carolina Passarelli Gonçalves, Maria Cristina Marcucci, Ana Carolina Storion

Resumo


A utilização de medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais pela população e a busca por terapias à base de plantas tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Com essa crescente demanda, torna-se cada vez mais necessário o controle de qualidade eficiente para esses medicamentos. A prática mais utilizada nos dias atuais para padronização de produtos de origem vegetal é a identificação de seus marcadores fitoquímicos, que são característicos para cada espécie. Porém, sabe-se que tal metodologia pode deixar a desejar, visto que muitos marcadores podem não apresentar relação com sua atividade biológica. Uma alternativa para o controle de qualidade mais eficiente desses produtos consiste na utilização de técnicas analíticas já conhecidas simultaneamente, o que resulta em avaliação desses fitoterápicos em sua totalidade. Este trabalho tratou de um levantamento bibliográfico, em que foram avaliados diferentes métodos analíticos acoplados, cujo intuito é de informar sobre a maior sensibilidade, facilidade e fidelidade nas análises, a fim de evidenciar a metodologia mais apropriada a ser utilizada na verificação de possíveis adulterações e fraudes em fitoterápicos e drogas vegetais, garantindo assim a eficácia, segurança e qualidade para os consumidores. Os dados gerados a partir do uso de técnicas analíticas hifenadas, agregando-se o uso da quimiometria na interpretação dos dados, resultam em informações valiosas no que diz respeito à autencidade das plantas utilizadas na produção dos medicamentos a base de drogas vegetais. Foi possível observar que o uso de técnicas analíticas modernas, como o HPLC e UHPLC utilizadas simultaneamente com MS, RMN e quimiometria geram resultados mais precisos e fiéis nas análises destes produtos, sendo ferramentas úteis na identificação de adulterações em drogas vegetais e fitoterápicos.


Palavras-chave


Drogas Vegetais; Técnicas analíticas hifenadas; Quimiometria; Controle de Qualidade



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online