Estudo da Eficiência do Extrato da Alga Prasiola crispa como Inibidor de Corrosão em HCl 1 mol L-1

Eduardo Ariel Ponzio

Resumo


O extrato da alga Prasiola crispa foi investigado como possível eco-inibidor de corrosão para aço carbono em meio de HCl 1 mol L-1. As técnicas utilizadas para a avaliação foram os ensaios gravimétricos, de polarização eletroquímica e de espectrometria de impedância eletroquímica. As analises mostraram que o extrato possui ótima eficiência anticorrosiva, chegando a 95,9% de eficiência em concentração de 0,800 g L-1.  O mecanismo de inibição se baseia na adsorção das moléculas na superfície do aço gerando uma barreira protetora. O estudo das isotermas de adsorção mostrou que o modelo de Langmuir é o mais apropriado e que o processo de adsorção é espontâneo apresentando um ?Gads de -27,9 kJ mol-1, o que configura um comportamento intermediário entre uma adsorção física e química.

Palavras-chave


Eco-Inibidor, Prasiola crispa, Aço Carbono A36, Ensaio Gravimétrico, Polarização Eletroquímica, Espectroscopia De Impedância Eletroquímica

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online