Métodos analíticos utilizados para a determinação de lipídios em leite humano: uma revisão

Adriela Albino Rydlewski

Resumo


O leite humano é considerado o alimento ideal e mais completo para o recém-nascido, devido à sua composição nutricional equilibrada, que contribui para o pleno desenvolvimento físico e neurológico do lactente. Os lipídios presentes no leite humano são fonte de ácidos graxos saturados, monoinsaturados e poli-insaturados. Estes últimos ácidos graxos da série ômega-6, como o ácido linoleico e da série ômega-3, como o α-linolênico, são essenciais e também são precursores de ácidos graxos poli-insaturados de cadeia longa, como o ácido araquidônico, o ácido eicosapentaenoico e o ácido docosahexaenoico, os quais estão envolvidos em diversas funções, como no desenvolvimento do sistema nervoso durante a infância e no aumento do quociente de inteligência do lactente. Devido à sua importância lipídica, o objetivo deste artigo de revisão foi apresentar os métodos que tem sido atualmente empregados para se investigar a composição lipídica de leite humano. Nota-se que há poucos avanços científicos quanto aos métodos de extração lipídica. Até o presente momento, grande parte dos estudos avaliaram, principalmente, a composição em ácidos graxos a partir de cromatografia em fase gasosa. A cromatografia líquida e a espectrometria de massas têm sido amplamente utilizadas para identificação e quantificação de distintas classes de lipídios.

Palavras-chave


Leite humano; Composição lipídica; Identificação; Quantificação; Técnicas analíticas.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online