Remoção de Alprazolam em Águas Contaminadas: Avaliação de Adsorventes Alternativos

Vanessa Carvalho Pereira

Resumo


A presença de fármacos em ambientes aquáticos é um problema emergente, pois a remoção dos mesmos em sistemas de tratamentos de águas e esgotos convencionais não tem-se mostrados eficientes. A aplicação de materiais adsorventes alternativos pode ser um recurso a ser explorado em processos de tratamento economicamente viáveis. Materiais que normalmente são descartados na natureza, como resíduos industriais, podem ser reutilizados em sistemas de tratamentos, melhorando a eficiência dos mesmos e agregando valor ao rejeito industrial. Exemplos destes, são os resíduos de casca de caldeiras (RCC), que é um material carbonáceo não ativado, proveniente da queima de biomassa para gerar calor e de um resíduo gerado no processo de clareamento de balas mastigáveis (carvão ativado de pinus com terra diatomácea - CAPP-DT, 70:30) usados em indústrias de alimentos. Neste trabalho, buscou-se a remoção de alprazolam (ALP) em meio aquoso através da utilização desses materiais adsorventes. Os adsorventes foram caracterizados quanto as suas propriedades físico-químicas e estudos de adsorção em batelada e em coluna de leito fixo foram realizados para avaliar a eficiência dos mesmos. Os resultados obtidos com a caracterização foram: área superficial do CAPP/TD de: 217,4 m2/g e do RCC de 349,54 m2/g, pHpcz d de ambos acima de 8 e pH básicos. O CAPP/TD apresentou maiores tamanhos de partícula, menor número de iodo e maior quantidade de cinzas quando comparado ao RCC. Os estudos em batelada apresentaram remoção de ALP de 69% (60 min) e 85% (90 min) para RCC e CAPP / TD, respectivamente. As melhores condições para a remoção de ALP em leito fixo foram pH = 6;0; T = 30 ºC; Vazão= 1,3 mL min-1 para o RCC e pH = 4,0 ; T = 25 ºC; Vazão = 0,56 mL min-1 para CAPP / TD. Nenhuma interferência de matriz foi observada durante a remoção do ALP em amostras duas para ambos os resíduos. O estudo demonstrou que os adsorventes foram eficientes para a remoção de ALP, e podem ser aplicados em amostras ambientais.

Palavras-chave


Contaminante emergente; adsorção; resíduos carbonáceos industriais

Coment?rios sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online