Potencial antioxidante da fração fenólica de Stryphnodendron rotundifolium Mart. a partir de encapsulação em niossomas

Cicera Janaine Camilo, Carla de Fatima Alves Nonato, Sarah Soares Damasceno, Angelo Roncalli Alves e Silva, Patrícia Gonçalves Pinheiro, José Galberto Martins da Costa

Resumo


A encapsulação de compostos isolados e frações em niossomas favorece o aumento da resposta biológica mesmo em baixas concentrações, sendo considerado que vesículas lipídicas podem ser alternativa a utilização de substâncias que possuem atividade biológica, porém apresentam alta toxicidade. Com base nisto este trabalho buscou o desenvolvimento de niossomas contendo uma fração rica em compostos fenólicos obtida das cascas de Stryphnodendron rotundifolium Mart., afim de avaliar sua atividade antioxidante por diferentes mecanismos de ação e compará-los a atividade da fração sozinha. Os niossomas foram obtidos pelo método de hidratação do filme lipídico e foram avaliados quanto as suas características físico-químicas: tamanho, PDI, potencial zeta e eficiência de encapsulamento. Estas análises foram realizadas por período de três meses afim de avaliar a estabilidade da vesícula. Os testes antioxidantes realizados foram ABTS●+, Quelante de Fe2+, Desoxirribose. Os niossomas obtiveram tamanho médio de 84,07nm, PDI de 0,2, potencial zeta de -50mV e eficiência de encapsulamento de 60%. Os resultados antioxidantes mostraram eficiência da amostra para todos os mecanismo antioxidantes avaliados, indicando que a fração fenólica é mais eficiente quando encapsulada em niossomas

Palavras-chave


Fração fenólica; niossomas; antioxidante

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online