Substâncias de Origem Vegetal com Atividade Larvicida Contra Aedes aegypti

Walmir Silva Garcez, Fernanda R. Garcez, Lilliam M. G. E. da Silva, Ulana C. Sarmento

Resumo


O mosquito Aedes aegypti é o vetor que transmite as arboviroses responsáveis pela dengue e a dengue hemorrágica, doenças consideradas um importante problema de saúde pública mundial. A estratégia mais amplamente adotada para diminuir a incidência dessas doenças consiste em controlar a população de larvas do mosquito. A ocorrência cada vez maior de populações resistentes de mosquitos, devido ao uso contínuo de inseticidas sintéticos, além da poluição ambiental e toxicidade dos pesticidas comerciais atualmente em uso a organismos não-alvo, tem estimulado a procura por métodos alternativos para o controle do mosquito.  Neste sentido, compostos de origem vegetal surgem como uma estratégia promissora, eficiente e ambientalmente segura para reduzir a população de larvas de mosquitos Aedes aegypti. Esta revisão trata de pesquisas sobre compostos naturais originados de plantas pertencentes a diferentes classes de metabólitos secundários, que mostraram atividade contra larvas de Aedes aegypti.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20130034


Palavras-chave


Dengue; substâncias larvicidas; produtos naturais bioativos; Aedes aegypti.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online