Predição do Coeficiente de Dilatação Térmica de Naftas pela Curva de Destilação ASTM

Carlos Enrique M. Jeronimo

Resumo


Este trabalho descreve um mecanismo de cálculo a partir de dados experimentais das curvas ASTM e da d20/4 da determinação da dilatação volumétrica de amostras de naftas. O estudo considerou dados históricos (experimentais) de amostras de nafta da destilação direta, produzida em uma refinaria brasileira, em um período de um ano de processamento, considerando as diferentes cargas utilizadas para essa produção. Os cálculos e a seleção dos dados foram feitos por rotinas implementadas em planilhas eletrônicas, com valores das correntes de processo. Os resultados obtidos mostraram-se dentro das faixas indicadas pela literatura, em termos de ordem de grandeza, porém com desvios inferiores a 15% dos valores indicados para consideração nos projetos. A adoção desse mecanismo de cálculo é bastante simples, porque considera dados já disponíveis nos sistemas de controle das refinarias produtoras de gasolina e agrega uma boa correção para a previsão dos parâmetros a serem utilizados nos projetos e no dimensionamento de válvulas de segurança (PSV - Pressure Safety and Relief Valve).

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20120031


Palavras-chave


Dilatação térmica; dilatação cúbica; coeficiente de dilatação térmica.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online