AVALIAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO DURANTE A DECOMPOSIÇÃO CADAVÉRICA E SUAS APLICAÇÕES À QUÍMICA FORENSE

Ananda da Silva Antonio, Andreza da Rocha Uchôa de Paula, Ana Tayná Chaves Aguiar, Larissa Cristine Andrade da Costa, Ruth Leila Ferreira Keppler, Karime Rita de Souza Bentes, Larissa Silveira Moreira Wiedemann

Resumo


A estimativa do intervalo pós-morte (IPM) é um parâmetro fundamental na investigação de crimes contra a vida. Em locais de clima tropical, a decomposição cadavérica ocorre de forma acelerada, impedindo a estimativa do IPM pelos métodos usuais. Entender como as diferentes circustâncias afetam a decomposição cadavérica é crucial para o desenvolvimento de métodos que possam estimar o IPM em diversas condições climáticas. Uma das alternativas, porém pouquíssimo explorada no Brasil, refere-se à utilização da química do solo na determinação de IPM longos. Nesta pesquisa, as variações das características químicas do solo foram monitoradas durante a decomposição cadavérica de carcaças suínas em área de mata tropical, a fim de reconhecer padrões e avaliar a aplicabilidade destes pela perícia criminal. Dentre as características avaliadas estão os níveis de pH, nitrogênio inorgânico (amônia e nitrato), nitrogênio total, razão carbono nitrogênio (C:N), alumínio trocável, fósforo disponível e macro e micronutrientes. Os resultados apresentaram variações distintas de acordo com as fases de decomposição observadas e também com a forma com que as carcaças foram depositadas no ambiente de estudo (acima ou abaixo do solo), evidenciando a possibilidade de se empregar estas variações no desenvolvimento de modelos para a previsão de intervalos pós-morte com duração de até 67 dias.

Palavras-chave


intervalo pós-morte; química do solo; necrochorume; solo cadavérico



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online