Uso e Aplicação de Modelagem Fotoquímica para Previsão da Formação de Ozônio Troposférico

Lilian L. N. Guarieiro

Resumo


O ozônio (O3) troposférico em alta concentração é um composto tóxico para os seres vivos e pode levar vários tipos de materiais à processos oxidativos significativos. A formação do O3 troposférico tem como principais precursores as emissões de óxidos de nitrogênio e compostos orgânicos voláteis. Estudos experimentais são desenvolvidos para avaliar o potencial de formação do O3. Contudo, tais estudos se tornam restritivos devido à impossibilidade de simulação de condições ambientais naturais que contribuem significativamente com a formação do O3. Neste sentido, modelos matemáticos computacionais se tornam uma ferramenta importante na previsão da formação de O3, uma vez que é possível simular cenários específicos da emissão de poluentes ambientais com condições meteorológicas definidas. Neste contexto, foi realizada uma analise crítica dos modelos fotoquímicos que vem sendo utilizado na avaliação da formação de O3 troposférico e sua importância n a avaliação da formação deste poluente.

Palavras-chave


Modelos de qualidade do ar; formação de ozônio troposférico; modelos matemáticos.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online