Estudos de modelagem molecular em derivados de acrilamida como inibidores de serina protease viral NS3/NS2B do vírus da dengue

Ana Alice Farias da Costa, Cláudio Nahum Alves, Fábio José Bonfim Cardoso, Fabio Alberto Molfetta

Resumo


A dengue é uma doença infecciosa aguda transmitida pelo mosquito do gênero Aedes, sendo que as áreas de maior incidência no mundo são regiões tropicais e subtropicais. Não existem tratamentos específicos contra o vírus da dengue, sendo apenas tratados os sintomas decorrentes da doença. A enzima NS3/NS2B serino protease é essencial para o ciclo de vida do vírus e um alvo promissor para o desenvolvimento de fármacos contra o vírus. Neste trabalho foram estudados compostos derivados da acrilamida obtidos da literatura, no qual foram submetidos a estudos de modelagem molecular. Através dos resultados de energia de afinidade e das interações de hidrogênios obtidas pela docagem molecular, e dos valores da constante de inibição obtidos a partir de testes experimentais foram selecionados três ligantes que fizeram interação de hidrogênio com os resíduos de aminoácidos His51, Ser135, Asp75, Gly151 e Gly153. Deste modo, simulações de dinâmica molecular foram realizadas com os três ligantes usando o método híbrido Química Quântica/Mecânica Molecular (QM/MM - Quantum Mechanics/Molecular Mechanics), no qual se observou pelo gráfico do RMSD (Raiz do Desvio Médio Quadrático - Root Mean Square Deviation) que o sistema se estabilizou no tempo de 10ns. Além disso, através dos gráficos de interação por resíduo foi observado que os resíduos chaves para a estabilização no sítio de ligação da enzima da dengue foram os resíduos de Ser34, Trp50, Lys73 e Gly151.


Palavras-chave


Dengue; Derivados de acrilamida; Docagem molecular; Dinâmica molecular



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online