Análise da Influência do Processo de Soldagem GTAW na Microestrutura e Resistência à Corrosão do Aço Superduplex UNS S32760

Raphael O. dos Santos, Matheus R. S. Almeida, Rodrigo S. Coelho, Lilian L. N. Guarieiro

Resumo


A utilização de aço Superduplex nos equipamentos e tubulações do processo produtivo da indústria Oil & Gás atendem a necessidade de alta resistência à corrosão, por apresentarem elevado PREN (Pitting Resistance Equivalent Number) e excelentes propriedades mecânicas. Porém, por causa da grande presença de elementos na liga, estes aços podem sofrer perda de resistência à corrosão e fragilização quando submetidos a aquecimentos localizados. Isto ocorre devido ao desbalanceamento das fases ferrita (delta) e austenita (gama); formação de fases deletérias - Sigma (sigma), Chi (chi), austenita secundária (gama2) e precipitados de Nitreto de Cromo (Cr2N). Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi analisar a influência do processo de soldagem do aço Superduplex UNS S32760 submetido ao calor do arco do processo GTAW. Através do processo de soldagem, o material foi submetido a um aporte térmico de 1.116 J/mm. A amostra foi analisada por microscopia óptica e eletrônica de varredura, antes e depois do ensaio de corrosão, segundo método A da norma ASTM G48. Foi realizada, também, ensaio de microdureza na seção transversal do corpo para determinação das mudanças de comportamento mecânico localizado causado pela mudança microestrutural. Determinou-se: (a) as porcentagens de cada fase presente na amostra, antes do processamento; (b) o perfil de microdureza após a soldagem; (c) a possível precipitação de fases deletérias, esta associada à composição química da liga; (d) as regiões e fases preferencialmente atacadas no ensaio de corrosão; e (e) as morfologias de pites encontradas após o ensaio.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20160074


Palavras-chave


Superduplex; Soldagem; Corrosão; Microestrutura; UNS S32760.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online