Análise química e quimiométrica de matrizes de amido modificado por trimetafosfato de sódio

Genice Iurckevicz, Patrícia Teixeira Marques, Vanderlei Aparecido de Lima

Resumo


Neste trabalho produziu-se micropartículas de amido de mandioca reticulado com trimetafosfato de sódio (TMFS) para incorporar o fármaco diclofenaco de sódio (DS). As amostras foram caracterizadas espectroscopicamente, quanto ao seu grau de reticulação e cinética de liberação, utilizando-se alguns modelos propostos na literatura como: primeira ordem, segunda ordem, Peppas e Higuchi. A partir de um delineamento fatorial com 3 concentrações de amido (5; 7,5 e 10%), 3 concentrações de reticulante (15; 22,5 e 30%) e 3 tempos de reação de reticulação (2; 5 e 8 horas), verificou-se que as amostras que mais incorporaram DS foram A5R15t2; A10R30t2 e A7,5R22,5t5 com um valor médio de 13,21 mg/g. Somente a concentração de amido influenciou significativamente na incorporação de DS. Constatou-se que o tempo de reação, assim como a concentração de agente reticulante, não influenciaram a incorporação de DS com nível de confiança de 90%. Os modelos matemáticos de liberação que melhor se adequaram aos experimentos foram o de Peppas (R² médio 0,95), Higuchi (R² médio 0,97) e Primeira ordem (R² médio 0,97).


Palavras-chave


Amido aniônico, reticulação, diclofenaco de sódio



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online