Caracterização Química de Resíduos de Eucalyptus sp. de Floresta de Curta Rotação para a Produção de Bioenergia

Camila M. Teixeira, Mariana P. Martins, Hiroyuki Yamamoto, Walbert Chrisostomo, Fábio M. Yamaji

Resumo


O uso da biomassa para a geração de energia tem crescido como uma fonte renovável alternativa, especialmente devido à suas propriedades promissoras. Hoje em dia, um dos mais novos recursos alternativos em estudo é a biomassa de florestas de curta rotação. No entanto, este processo carece de desenvolvimento para ser usado em escala comercial no Brasil, apesar de suas perspectivas positivas. Este trabalho teve como objetivo caracterizar quimicamente resíduos de Eucalyptus sp. de curta rotação para determinar seu potencial como combustível renovável. Em Taiobeiras, Estado de Minas Gerais, foram coletados os resíduos de coleta mecanizada colheitadeira - (Tratamento T1) e os resíduos depostos no solo (Tratamento T2) para secagem durante 40 dias. Realizou-se a análise imediata das amostras em triplicata para determinar teor de cinzas, voláteis e o teor de carbono fixo, resultando, respectivamente, 1,35%, 79,35% e 19,3% para T1; 1,30%, 80,60% e 19,2% para T2. Os valores de extrativos encontrados para T1 e T2 foram 15,88% e 12,37%, respectivamente. Para lignina, os valores encontrados foram de 17,12% para T1 e 20% para T2. Determinaram-se os teores de holocelulose e ?-celulose por diferença para obter o valor de hemicelulose. A holocelulose foi de 65,94% para T1 e 61,34% para T2, enquanto a ?-celulose foi de 40,64% e 36,22%, respectivamente. Por diferença, a hemicelulose encontrada foi de 25,30% para T1 e 25,12% para T2. Por fim, o poder calorífico encontrado para T1 foi 18132,5 J/g e 18175,0 J/g para T2, resultados que podem estar relacionados com a composição química da madeira de curta rotação.

Palavras-chave


Bioenergia; Lignina; Extrativos.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online