Preparação, Caracterização e Avaliação na Gaseificação de Celuligninas de Bagaço de Cana e Casca de Arroz: Caso de Reaproveitamento de Resíduos Lignocelulósicos

Paulo Roberto N. da Silva, Gustavo R. Gonçalves, Jair C. C. Freitas

Resumo


Este trabalho descreve a produção e caracterização de celuligninas de resíduos vegetais, juntamente com uma avaliação de seu desempenho em processos de gaseificação. A primeira parte do projeto consiste na preparação de celuligninas de bagaço de cana e casca de arroz. A segunda envolve a caracterização físico-química destes cellulignins, incluindo a determinação de superfície específica, calor de combustão e análise de curvas termogravimetricas. Os precursores originais lenhocelulósicos são também caracterizados por análise centesimal, análise elementar (CHN) e a determinação dos teores de celulose, hemicelulose, lignina total (solúvel e insolúvel) e cinzas. As celuligninas preparadas e caracterizadas são então submetidas ao processo de gaseificação. A gaseificação de celulignina produz gás de síntese, mistura de CO, H2, CO2 e CH4. The celulignina derivada do bagaço de cana de açúcar se mostrou um pouco mais seletiva para a produção de hidrogênio.

Palavras-chave


Celuligninas; biomassa; gás de síntese; resíduo lignocelulósicos.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online