Combretastatinas e seus Análogos: a Natureza como Fonte Alternativa para a Terapia do Câncer

Aline G. M. Fraga

Resumo


Desde a identificação e a caracterização dos constituintes químicos da árvore africana Combretum caffrum decorreram mais de três décadas. Dentre os componentes de C. caffrum a combretastatina A-4 se destaca pelo perfil de atividade antineoplásica, citotóxica e antiangiogênica. Sua reduzida biodisponibilidade atrelada a seu limitado perfil farmacocinético impulsionou a comunidade científica a propor modificações químicas na estrutura deste produto natural com o intuito de contornar estas limitações e obter compostos terapeuticamente relevantes. Neste trabalho descreveremos aspectos da relação estrutura-atividade antitumoral de análogos de combretastatina A-4, propostos por modificações de suas subunidades A, B e espaçadora.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150036


Palavras-chave


Câncer; combretastatinas; combretastatina A-4; estilbenos.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online