Síntese, Toxicidade e Atividade da Carboximetilquitosana na Formação de Biofilme por Candida sp.

Charles L. Ribeiro, Andrea L. Bukzen, Evandro L. Ribeiro, Maria do Rosário R. Silva, Roberta Signini, Plínio Lázaro F. Naves

Resumo


O aumento da incidência de infecções provocadas por Candida sp. e da resistência aos antifúngicos reforçam a necessidade de investigação de compostos inovadores com atividade antimicrobiana. A carboximetilquitosana é um derivado da quitosana que possui propriedades tais como biocompatibilidade, biodegradabilidade e solubilidade em um amplo espectro de pH e por estes motivos tem despertado interesse nas áreas médicas e farmacêuticas. Neste estudo, a carboximetilquitosana foi obtida por carboximetilação da quitosana e depois purificada e caracterizada através de análise de grau de solubilidade, solubilidade em diferentes faixas de pH e espectroscopia de infravermelho. A toxicidade do composto foi determinada pelo ensaio de letalidade de Artemia salina, posteriormente foi avaliada a sua atividade na formação de biofilme por leveduras do gênero Candida. Os resultados demonstraram um ganho de massa inicial, e após a purificação, uma perda de massa total do biopolímero, o grau de substituição foi influenciado pelas condições reacionais e pelo tempo de reação, o composto foi hidrossolúvel numa ampla faixa de pH compreendendo faixas de ácido-neutro-base. Constatou-se que a carboximetilquitosana foi atóxica contra Artemia salina nas concentrações avaliadas e não apresentou atividade inibitória significativa contra a formação de biofilme por Candida sp. A ausência de toxicidade reforça a perspectiva de novas aplicações do composto, como por exemplo, como carreador e agente complexante de compostos com comprovada ação antifúngica.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150124


Palavras-chave


Carboximetilquitosana; toxicidade; biofilme; Candida sp.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online