Luzes Vivas na Escuridão: Fatos e Casos

Etelvino J. H. Bechara, Vadim R. Viviani

Resumo


Este artigo visa à divulgação pública de vários aspectos da biologia, química, ecologia e tecnologia de insetos bioluminescentes pertencentes a três famílias da ordem Coleoptera, popularmente conhecidos como besouros: Lampyridae, vagalumes; Elateridae, pirilampos; e Phengodidae, trenzinhos. O artigo aborda particularmente sua ocorrência nos cerrados brasileiros, observações de seu comportamento em campo e laboratório, os mecanismos químicos de modulação da cor, a cooperação entre Luciferase e superóxido dismutase para regular o balanço redox, a biotecnologia das Luciferases e o magnífico e exclusivo espetáculo dos cupinzeiros luminosos.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150002


Palavras-chave


Bioluminescência; Coleópteros; Luciferase.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online