Purificação de Glicerina Residual Obtida na Produção de Biodiesel a Partir de Óleos Residuais

Ana Paula Lopes, Edmilson Antonio Canesin, Rúbia Michele Suzuki, Lilian Tatiani D. Tonin, Graciana F. Palioto, Fernanda L. Seixas

Resumo


A produção nacional de biodiesel em crescente expansão, através de processos de transesterificação, gera uma quantidade expressiva de glicerol que pode ser aproveitado em diversos setores da indústria nacional desde que apresente um teor de pureza compatível. Este trabalho apresenta uma rota de purificação de glicerina obtida em processo de transesterificação alcalina metílica de óleos residuais de soja e óleos de origem animal obtidos em assadores comerciais. Os óleos residuais foram caracterizados quanto a índice de acidez, peróxido, saponificação e iodo, além da viscosidade e do teor de cinzas, após a obtenção do biodiesel a glicerina residual foi submetida a processos de pré-purificação através de lavagem com solvente, acidificação e neutralização, seguida de purificação com carvão ativo e resinas catiônicas e aniônicas. Após a purificação as amostras de glicerina foram caracterizadas pelo teor de glicerol, alcalinidade, teor de cinzas, cloretos, umidade e cor, obtendo como melhor resultado um teor de glicerol de 94,19 ± 1,46 obtido na glicerina proveniente de óleo de soja usado.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20140102


Palavras-chave


Óleos residuais; métodos de transesterificação; glicerina; biodiesel.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online