Composição Química de Sedimento de Manguezal do Estuário Bragantino (PA) - Brasil

Ivan Carlos C. Barbosa, Regina Celi S. Müller, Cláudio N. Alves, José F. Berrêdo, Pedro W. M. Souza Filho

Resumo


As características geoquímicas e mineralógicas dos sedimentos dos manguezais são herdadas de áreas-fonte, continental e marinha, através do aporte de material particulado ou iônico trazido pelas correntes. O objetivo deste trabalho foi caracterizar geoquimicamente o sedimento de um manguezal do nordeste do Estado do Pará (Brasil). O sedimento apresentou uma predominância de fração mais fina (58% silte e argila) e com elevadas concentrações dos minerais SiO2 e Al2O3. E os elementos traço Pb, Mo, Ga, As, Rb, Cs, Ba, V, Ni, Co, Zn, Cu, Sc e Y apresentaram valores característicos aos encontrados na região. A área de manguezal apresenta características químicas de um local que não sofre perturbação antrópica. Um estudo mais detalhado, levando em consideração o fator sazonal, auxiliaria na observação do comportamento das espécies.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150060


Palavras-chave


Manguezal; sedimento; geoquímica.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online