Agentes para Defesa Contra Guerra Química: Reativadores da Acetilcolinesterase Inibida com Organofosforados Neurotóxicos

Elaine C. Petronilho, José Daniel Figueroa-Villar

Resumo


Os agentes de guerra química ou agentes neurotóxicos são uma perigosa ameaça à população de todo o mundo e merecem uma atenção especial devido a sua alta periculosidade. A maior parte destes agentes são compostos organofosforados (OF) que inibem a acetilcolinesterase (AChE), enzima responsável pelo controle da transmissão dos impulsos nervosos. Ao ser inibida por esses compostos a AChE pode ser reativada, sendo as oximas catiônicas as substâncias mais utilizadas para esse processo. Até o momento não foi encontrado um agente para tratamento de intoxicação por OF que seja eficaz contra todos os agentes de guerra química conhecidos e contra todos os seus efeitos. Dessa forma, este trabalho tem por objetivo fazer uma revisão sobre os OF, sua utilização como agentes de guerra química e o processo de inibição e reativação da AChE, para motivar o desenvolvimento de novos agentes para defesa contra guerra química.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20140042


Palavras-chave


Acetilcolinesterase; reativadores de AChE; organofosforados; oximas; guerra química.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online