Determinação de Co(II) em Preparações Farmacêuticas e Estudo das Espécies Formadas Durante a Complexação por UV-Vis com o Reagente Br-TDB

Vitor Hugo Migues, Regina T. Yamaki

Resumo


Este trabalho teve como objetivo a determinação de cobalto em amostras farmacêuticas e estudo das espécies formadas durante a complexação com o reagente 6-[2-(5-bromotiazolilazo)]-3,5-diidroxi-1,2-benzenodissulfônico (Br-TDB). Os valores de log beta para as espécies complexas ML2H24-, ML2H5- e ML26- (M = Co(II) e L = Br-TDB4-) foram 29,26 ± 0,03, 25,11 ± 0,04 e 16,7 ± 0,11. A estequiometria do complexo é de 1:2 e o tempo de reação para a complexação se processe é de 10 minutos. O complexo absorve em 620 nm. Os limites de quantificação e detecção foram, respectivamente, 0,009 e 0,030 mg L-1. A curva analítica apresenta um padrão pouco usual com coeficiente angular negativo. Esse padrão é intrínseco do sistema de complexação com o reagente Br-TDB, uma vez que o mesmo padrão foi observado para a determinação de manganês, chumbo, cádmio e ferro por UV-Vis. A metodologia desenvolvida foi validada através de ICP OES. Os resultados obtidos, através do teste t, permitem avaliar que não há diferenças significativas em nível de confiança Rho < 0,05 para ambas as análises.

DOI: 10.5935/1984-6835.20140100


Palavras-chave


Complexação; Cobalto; UV-Vis; Br-TDB; tiazolilazo.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online