Produção de Fitoterápicos no Brasil: História, Problemas e Perspectivas

Lucio F. Alves

Resumo


Os vegetais superiores são usados com finalidades terapêuticas por todas as culturas. O Brasil tem a maior biodiversidade do mundo e ocupa a 13a posição quanto à publicação de artigos em periódicos indexados. Entretanto, a sua produção de medicamentos fitoterápicos em todas as suas fases é muito pequena. As razões para este fato são apresentadas neste trabalho. O artigo descreve ainda uma breve história dos naturalistas viajantes que estiveram no Brasil, estudando plantas medicinais, nos séculos XVI, XVII e XIX.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20130038


Palavras-chave


Brasil; fitoterapia; história; problemas; perspectivas.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online