Atividade acaricida in vitro do óleo essencial de Ocimum gratissimum sobre larvas de Rhipicephalus sanguineus, Amblyomma sculptum e Rhipicephalus microplus

Douglas S. A. Chaves

Resumo


O uso de óleos essenciais para o controle de ectoparasitos de interesse veterinário pode ser uma excelente alternativa aos compostos sintéticos comercializados como forma de reduzir os impactos negativos na saúde humana e no meio ambiente. A incidência de diferentes espécies de carrapatos em diferentes locais é resultado das características ambientais do território nacional. Entre as espécies de interesse veterinário estão Amblyomma sculptum, Rhipicephalus microplus e Rhipicephalus sanguineus. Óleos essenciais (OEs) de Ocimum sp exibem uma gama de atividades biológicas, como inseticida, acaricida e repelência de insetos. O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade in vitro e estabelecer a CL50 do OE de Ocimum gratissimum contra larvas de A. sculptum, R. microplus e R. sanguineus, a fim de explorar o potencial de uso desse OE no controle de carrapatos. Os resultados do bioensaio mostraram que o OE de O. gratissimum apresentou grande atividade acaricida contra todas as larvas testadas na faixa de concentração avaliada. A atividade larvicida foi mais pronunciada para R. microplus (CL50 = 2,0 mg.mL-1) quando comparada a A. sculptum (CL50 = 5,5 mg.mL-1) e R. sanguineus (CL50 = 6,2 mg.mL-1). Estes resultados são promissores para o desenvolvimento de produtos fitoterápicos para obtenção de um método alternativo de controle de larvas de carrapatos, minimizando o uso de produtos sintéticos


Palavras-chave


Eugenol, eucaliptol, CG, carrapato, acaricida.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online