Polimetacrilato de metila – Feofitinas: Uma alternativa para o processo de reciclagem de papel

Marcia Cristina Campos de Oliveira

Resumo


A primeira reciclagem de papel em grande escala, provavelmente ocorreu durante a Primeira Guerra Mundial. Na Segunda Guerra Mundial a reciclagem de papel voltou a crescer devido à necessidade de materiais. Quase todos os tipos de papéis são recicláveis, como papelão, papel de jornal e revistas, manuais e livretos, e diversos papéis de escritório. Os papéis que não são aceitáveis para reciclagem incluem envelopes marrons e artesanais, papel carbono, toalhas de papel, embalagens de doces e caixas de pizza. O processo de reciclagem de papel envolve vários passos, incluindo o processamento de resíduos de papel em matéria-prima utilizável e o uso dessa matéria-prima na confecção de novos produtos de papel. Para contribuir com o crescimento da reciclagem de papel, este trabalho teve como objetivo sintetizar polimetacrilato de metila enriquecido com extrato vegetal de Talinum triangulare (Talinaceae), o qual apresenta feofitinas em sua composição. O material polimérico foi utilizado como insumo na reciclagem de papel termossensível. O polímero foi formado em meio aquoso tendo como monômeros o metacrilato de metila, ácido acrílico e como surfactante não-iônico lauril éter sulfato de sódio, além da pré-emulsão formada com extrato da planta. A reciclagem de papel termossensível envolveu a água e o aditivo polimérico. O papel foi cortado em pequenos pedaços e adicionou-se água e polímero acrílico. Em seguida, a mistura foi processada em líquido doméstico e finalmente a pasta foi colocada para secagem à temperatura ambiente. A adição de polímeros ao processo de reciclagem aumentou a dureza do papel. Além disso, o papel reciclado não se dissolveu quando colocado na presença de água, etanol e querosene, demonstrando alta resistência a esses solventes. Finalmente, o papel reciclado com a adição de polímero - feofitinas, não escureceu quando exposto à luz artificial.


Palavras-chave


Talinacea, Talinum triangulare, produto vegetal, papel reciclado.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online