Antiparasitic activity and characterization of lignans from the ethanolic extract of Zanthoxylum monogynum A. St-Hil. leaves

Roberto Carlos C. Martins

Resumo


O extrato etanólico das folhas da espécie vegetal Zanthoxylum monogynum A. St-Hil (Rutaceae) foi fracionado por partição líquido-líquido e por cromatografia de adsorção em coluna, resultando na caracterização das lignanas savinina, cubebina, 3,4-dimetoxil-3,4-metilenodioxicubebina e hinoquinina, que possuem diversas atividades biológicas já descritas. A identificação estrutural desses metabólitos foi feita por meio de análises de CG-EM e RMN 1D e 2D. O extrato também foi testado quanto a sua atividade contra o parasita Trypanosoma cruzi, causador da doença de Chagas, de grande incidência em regiões mais carentes do Brasil. A análise antiparasitária do extrato frente à forma epimastigota das cepas Y e Dm28c apresentou resultados de IC50 de 69,03 µg.mL-1 e de 88,75 µg.mL-1, respectivamente, considerados satisfatórios. Para propor um possível mecanismo de ação para a letalidade do extrato, conduziu-se um teste de zimografia com peptidases extraídas do parasita, tornando possível observar que o extrato inibiu a migração de metalopeptidases, essenciais para o seu ciclo de vida. Assim, Z. monogynum demonstra potencial para ser utilizada no tratamento da doença de Chagas

Palavras-chave


Zanthoxylum monogynum, lignanas, Trypanosoma cruzi, doença de Chagas



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online