Caracterização Química e Físico-Química do Óleo de Faveleira (Cnidosculus phyllacanthus) – Uso na Determinação da Atividade Enzimática do Extrato do Fungo Rhizopus sp.

Carla Verônica Rodarte de Moura

Resumo


Este trabalho tem como objetivo principal a caracterização química e físico-química do óleo de sementes de Faveleira (Cnidoscolus phyllacanthus), obtenção do extrato originário do fungo Rhizopus sp (IOC 2291) em meios peptonados e avaliação da atividade enzimática usando o óleo extraído. As sementes de Faveleira apresentaram elevado teor de óleo (33,73%), o que caracteriza esta espécie vegetal como uma oleaginosa típica, possibilitando sua exploração como biomassa em diversos setores industriais. O fungo Rhizopus sp. foi utilizado no processo fermentativo em substrato líquido peptonado e sua atividade de crescimento e liberação de metabólitos foi verificada através de medidas de pH e formação de massa micelial. O extrato filtrado após a fermentação foi liofilizado e caracterizado por espectroscopia de infravermelho e cromatografia líquida de alta eficiência para identificação da enzima (lipase). A morfologia do composto foi determinada por Difracção de raios X e Microscopia Electrónica de Varrimento. O poder catalítico do extrato foi testado em óleo de Faveleira, apresentando atividade 277,49 U g-1 maior que o valor encontrado para substratos convencionais, como o azeite de oliva (220,41 U g-1).


Palavras-chave


Faveleira; Óleo de Faveleira Oil, Lipase; Fungo, Rhizopus sp



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online