Remoção de cobre (II) em solução aquosa por adsorção usando carvão ativado produzido a partir do lodo doméstico

Jéssyca Kaenny Andrade Bezerra

Resumo


As atividades humanas degradam os recursos naturais e produzem resíduos que comprometem a qualidade de vida e equilíbrio ambiental. Os mananciais aquáticos têm sido poluídos com excesso de matéria orgânica e outros materiais, como os metais tóxicos, dificultando e impossibilitando seu uso. O presente trabalho visa à remoção de cobre através da adsorção em carvão ativado produzido a partir de lodo de esgoto. Foi preparada uma solução sintética de cobre, a 60 mg.L-1 e colocadas em contato com 80 mg de carvão ativado. As amostras foram submetidas a uma agitação de 150 rpm e tempo de 40 min. O tempo de equilíbrio foi de 2 min apresentando uma eficiência de remoção maior que 85%, obtendo melhor ajuste ao modelo cinético de pseudo-segunda-ordem. Para verificação da capacidade de adsorção, foram realizados estudos de equilíbrio através da aplicação dos modelos das isotermas de adsorção. O modelo de Freundlich foi o que apresentou melhor ajuste aos dados experimentais (R2 = 0,9982). De posse desses resultados, verifica-se que o uso de carvão produzido a partir de lodo de esgoto é promissor para aplicação na remoção de íons cobre, promovendo o uso do lodo, resíduo sem valor econômico, como adsorvente, além de minimizar a contaminação por metais de cobre.

Palavras-chave


: Remoção de metais; adsorção; lodo doméstico; carvão ativado



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online