Busca por metabólitos secundários na espécie Erythroxylum rimosum O. E. Schulz

Jociano da Silva Lins

Resumo


Erythroxylum rimosum O. E. Schulz é uma espécie restrita à região Nordeste do Brasil, ocorrendo em vegetação de Restinga, Cerrado e Carrasco. Pesquisas anteriores do extrato etanólico bruto das folhas de E. rimosum, reportaram a identificação de triterpenos pentacíclicos, esteroide, alcaloides tropânicos e flavonoides. Em pesquisas realizadas em bancos de dados mundiais, foram encontrados poucos estudos fitoquímicos para esta espécie, por isso a consideramos como uma fonte de recursos naturais a ser explorada. Sendo assim, foi realizado um estudo fitoquímico de seu extrato etanólico bruto (EEB). O material botânico foi coletado no município de Pirambu, estado de Sergipe. Em seguida, foi seco em estufa (40 °C), triturado e submetido à maceração com EtOH a 95%. O EEB (105 g) foi dissolvido em uma solução de metanol:água (7:3) e submetido a uma partição com os solventes hexano (Hex), diclorometano (DCM) e acetato de etila (AcOEt). A fase DCM foi submetida à cromatografia em coluna, utilizando sílica gel como fase estacionária e como fase móvel, os solventes Hex, AcOEt e MeOH, puros e em misturas binárias em ordem crescente de polaridade. Obteve-se 55 frações que foram reunidas de acordo com os seus respectivos fatores de retenção (Rfs) através da cromatografia em camada delgada analítica (CCDA). A fração 30-43 e a fração 53-55 foram codificadas como Er-1 e Er-2, respectivamente. Estas substâncias tiveram suas estruturas identificadas por espectroscopia de RMN uni e bidimensional. Após a comparação dos dados de RMN com os relatados na literatura, os compostos foram identificados, pela primeira vez nesta espécie, como quercetina-3-O-α-L-ramnosídeo (Er-1) e cis-4-hidroxi-1-metil-2-pirrolidina ácido carboxílico (Er-2).

Palavras-chave


Erythroxylaceae; Flavonoide; Alcaloide

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online