O Antropoceno e o CO2: Processos de Captura e Conversão

Jussara Lopes de Miranda

Resumo


O Antropoceno é discutido, neste artigo, sob o ponto de vista da captura química e uso ou conversão de CO2. Os processos e tecnologias da captura de carbono são apresentados, assim como os diversos usos e conversão em um novo produto químico. As tecnologias da pré-combustão, pós-combustão, oxicombustão e looping químico foram discutidas. Os materiais usados para a captura de CO2, incluindo as aminas e os adsorventes sólidos, como o carvão, zeolitas, materiais híbridos metal orgânicos, hidróxidos duplos lamelares e membranas foram discutidos brevemente. Os usos industriais diretos de CO2 para a obtenção de produtos químicos chave, como a ureia, o metanol, os carbonatos orgânicos e ácidos carboxílicos. Algumas rotas de conversão foram selecionadas para serem discutidas detalhadamente, mostrando os melhores catalisadores e processos em uso ou em pesquisa. A comparação entre captura-estocagem e captura-uso não é tão simples como se pode, inicialmente, considerar já que depende do processo e tecnologia empregada, das matérias-primas usadas, dos produtos obtidos e da análise criteriosa e atualizada (para o mercado atual) de cada processo e rota, o que ainda não está disponível.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online