Adsorção Simultânea do Cu (II), Zn (II) e Ni (II) em Argilas da Formação Solimões

Vivian Mariana M. Cardoso, Vanda P. Lemos

Resumo


Este estudo tem como objetivo avaliar a influência mineralógica na adsorção competitiva de metais de transição em  amostras de sedimentos da Formação Solimões (HIRA, H6B, H9F E H23A). A caracterização das amostras de sedimentos foi efetuada a partir de análises  mineralógicas e químicas. Os experimentos de adsorção foram realizados sob condições naturais de pH e os dados das isotermas experimentais foram analisados usando as equações de Langmuir e Freundlich. Parâmetros de equilíbrio termodinâmicos foram determinados e investigadas as afinidades de adsorção dos íons metálicos nas amostras de sedimentos. Os resultados indicaram que os sedimentos contêm especialmente os minerais: ilita, caulinita e quartzo em todas as amostras; montmorillonita Ca-Mg nas amostras HIRA, H23A e H9F; interstratificado mica-esmectita nas amostras H6B e H9F, albita  (Na[Si3Al]O8) em H9F  e  gipso (CaSO4 2.H2O)  em HIRA. Os valores de pH final de adsorção dos  íons metálicos e os de qmax (mg g-1) decrescem na ordem: pH) 3,8-5,4 (HIRA), 3-4,4 (H9F), 2,6 a 3,2(H23A e H6B);  mg g-1 de Cu (II)= 211 (H9F), 206 (H23A), 146 (H6B) e 158 (HIRA); Zn (II)=153 (H23A= HIRA), 116 (H9F) e 99 (H6B); Ni (II)=.131 (H23A=HIRA), 125 (H6B) e 120 (H9F). Os dados obtidos para energia livre de Gibbs (?Go=-37,91 a -32,2 kJ mol-1), constantes de Freundlich  (nF=1,56 a 3,75) e factor de separação (KRL=0,025 a 0,80 ), são  compatíveis com  sistemas heterogéneos,  físico-químicos, favoráveis e espontâneos. As afinidades dos íons metálicos nos sedimentos  seguem a ordem Cu >Zn >Ni (HIRA e H23A), Cu(>Zn=Ni (H9F)  e Cu>Ni>Zn (H6B).

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20140014


Palavras-chave


Minerais de argila; íons de metais de transição; adsorção competitiva.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online