Análise Multivariada da composição mineral de frutos de Camu-camu (Myrciaria dubia)

Camila Auad Beltrão de Freitas, Regina Celi Sarkis Müller, Walnice Maria Oliveira Nascimento, Marcelo Oliveira Lima, Kelson do Carmo Freitas Faial, Alessandra Silva Lopes

Resumo


O camucamuzeiro (Myrciaria dubia) é uma planta nativa brasileira pouco estudada quanto à composição química dos seus frutos, principalmente em relação aos compostos inorgânicos. Por possuir grande valor nutricional em virtude de sua alta quantidade de vitamina C, o aproveitamento integral de seus frutos pode suprir as necessidades nutricionais quando incorporadas na dieta alimentar. Desta forma, este estudo teve como objetivo determinar a composição nutricional relacionada à presença dos elementos metálicos Al, Ca, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Na e Zn em polpas, cascas e sementes de sete genótipos de camu-camu conservados no Banco de Germoplasma (BAG) de camucamuzeiro da Embrapa Amazônia Oriental no Estado do Pará, visando eleger o genótipo de maior poder nutritivo, utilizando ferramentas de análise multivariada. Os teores dos minerais Ca, Cu, Mg, Mn, K e Na nas cascas revelaram que as concentrações destes elementos mais significativos foram superiores aos encontrados nas sementes e polpas. Por outro lado, foram observados menores teores de alumínio, o que corrobora para a necessidade da utilização do fruto inteiro na alimentação humana. A composição mineral dos genótipos M66 e M13 demonstraram grande importância nutricional e a possibilidade da contribuição do fruto de camu-camu para os incrementos do estado nutricional da população e importância comercial.

Palavras-chave


camu-camu; Myrciaria dubia; composição mineral



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online