Hidrólise Enzimática de Celulose para Obtenção de Glicose Utilizando Líquido Iônico como Meio Solvente

Thaysi Castro Coelho Andrade, Waldo Coelho Bitencourt, Fabrícia Vieira Silva, Filipe dos Santos Alves, Robson dos Santos Barbosa, Emerson Adriano Guarda

Resumo


A celulose é um dos principais constituintes da parede celular das plantas, sendo que sua hidrólise completa produz glicose. As celulases são as enzimas responsáveis pela degradação da celulose. A condição em que tal reação geralmente se desenvolve ocorre em solventes orgânicos e água. No presente trabalho foi utilizado como meio para a reação, os líquidos iónicos, substâncias que são completamente constituídas por íons e estão em estado líquido à temperatura ambiente. As enzimas Cellic CTec2 e HTec2 (Noozymes ®) foram utilizadas nas reações de hidrólise da celulose obtida a partir de três tipos de biomassas: bagaço de cana-de-açúcar, capim-elefante e serragem de madeira (angelim vermelho). Todas as biomassas foram submetidas a um pré-tratamento para que as enzimas tivessem maior acessibilidade à celulose. Verificou-se alterações causadas pela presença dos líquidos iónicos na reação de hidrólise, sendo possível afirmar que o uso desta metodologia na busca de um processo mais vantajoso para obter glicose não representou um aumento nos teores de glicose obtidos após a hidrólise. O líquido iônico mais promissor foi o ([BMIM+] [BF4-]) na interação com a celulose obtida da cana-de-açúcar, atingindo um rendimento de 57,7% durante 72 horas de reação.

Palavras-chave


Biomassa lignocelulósica, hidrólise enzimática, liquidos iônicos



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online