Efeito do nitrito de sódio como inibidor de corrosão em concreto armado na presença de CO2 e cloreto

Cristiane Resende, Victor Hugo Martins da Silva, Patrícia Benedini Martelli, Alysson Helton Santos Bueno

Resumo


A emissão de dióxido de carbono (CO_2), em ambientes marinhos, tem agravado a corrosão em estruturas de concreto armado. Desta forma, uma alternativa para reduzir ou evitar a corrosão tem sido a utilização de inibidores de corrosão, pois são capazes de prolongar o período de iniciação do processo corrosivo, diminuindo a taxa de corrosão geral. Neste estudo, o objetivo foi avaliar, através de técnicas eletroquímicas (curvas de polarizações potenciodinâmicas e testes de impedância eletroquímica), o comportamento e a eficiência do inibidor de corrosão para concreto em ambientes marinhos e com poluição por dióxido de carbono (CO_2). O inibidor sintético nitrito de sódio (NTS) foi testado nas concentrações 3 e 4% (m.V-1). Foram empregados corpos de prova de concreto com o aço 1020, adicionando o inibidor NTS na água de amassamento. Em seguida, foram imersos em soluções de 3,5% (m.V-1) NaCl e borbulhamento de CO_2. Ensaios mecânicos (resistência à compressão, porosidade e absorção de água) foram realizados com o intuito de avaliar a influência do inibidor nas propriedades mecânicas do concreto. O inibidor NTS apresentou melhores resultados na presença apenas do NaCl. Entretanto, com a adição do CO_2, para as concentrações testadas do inibidor, não foi possível a formação do filme passivo. Os ensaios mecânicos realizados mostraram que a presença do inibidor NTS altera de forma significativa a resistência a compressão, reduzindo seus valores, porém os valores de porosidade e absorção de água apresentaram pequena variação.

Palavras-chave


inibidor de corrosão; concreto armado; carbonatação; ensaios eletroquímicos.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online