Remoção do Corante Textil Violeta Cristal Utilizando Argila Maranhese de Montes Altos Como Adsorvente

Italo Iury de Souza Guida, Suringo Sousa Falcão

Resumo


: A poluição dos recursos hídricos vem gerando grande preocupação à sociedade. Um dos principais responsáveis é o setor têxtil. Entre as alternativas mais promissoras de tratamento dos efluentes têxteis está a adsorção. Assim, este estudo tem como objetivo avaliar a adsorção do corante violeta cristal por uma argila maranhense. O sólido foi coletado no município de Montes Altos-MA e ativado com HCl; caracterizado por espectroscopia de infravermelho, difração de raios X e pHpzc. A influência do pH na adsorção do corante violeta cristal foi determinado em batelada. Foram testados dois modelos: pseudo-primeira ordem e pseudo-segunda ordem para descrever o comportamento da cinética de adsorção do corante violeta cristal pela argila de Montes Altos. Pelas caracterizações foram confirmados os principais estiramentos vibracionais e as fases das argilas. A quantidade adsorvida foi maior em pH acima do pHpcz (2,8). mostrando que o material é adequado para remoção de corante catiônico. Foi possível calcular os parâmetros que regem os modelos cinéticos, onde o (k) é a constante de transferência de massa para os modelos apresentados e o (qe) é a capacidade máxima de adsorção teórica no equilíbrio. Por fim, o tempo de equilíbrio para a adsorção do (VC) foi de 60 (min).

Palavras-chave


Argila; Adsorção; Corante



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online