Definição do Tempo de Detenção Hidráulico (TDH) e da eficiência no tratamento da Água Residuária do Café por um sistema eletrolítico

Benvindo Sirtoli Gardiman Junior, Giovanni de Oliveira Garcia, Edvaldo Fialho dos Reis

Resumo


A Água Residuária do Café (ARC) oriunda do beneficiamento via úmida dos grãos pode causar sérios impactos se lançada no meio ambiente sem tratamento. Assim, uma técnica bastante promissora no tratamento desse efluente é a eletrolítico. Por esse motivo, objetivou-se nesse estudo determinar o Tempo de Detenção Hidráulico (TDH) ideal com base na eficiência de remoção da turbidez, sólidos totais e Demanda Química de Oxigênio (DQO) e no comportamento do pH e da condutividade elétrica. Utilizou-se uma célula eletrolítica com as dimensões internas de 8,15 de largura, 13,8 cm de comprimento e 8,9 cm de profundidade, possuindo um volume de 1000 cm3. Realizaram-se ensaios em batelada variando a distância de placas, densidade de corrente e intervalos de coleta do efluente do reator entre 60 a 1440 segundos para a água residuária com e sem reúso. Por fim, constatou-se que 4,12 a 29,78 minutos é suficiente pra tratar a água residuária sem recirculação e de 20,62 a 161,80 minutos para água com reúso na unidade de processamento dos grãos. A eficiência de remoção da turbidez é influenciada pela geração de hidróxidos no próprio reator e de sólidos totais e DQO às grandes concentrações de outros compostos.

Palavras-chave


Contaminação ambiental; Eletroflotação; Água Residuária do café.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online