Produtos Naturais utilizados como coagulantes e floculantes para tratamento de águas: uma revisão sobre benefícios e potencialidades.

Raimundo Nonato Lima Júnior

Resumo


O desenvolvimento de novos coagulantes e floculantes, baseados em matérias primas naturais biodegradáveis abundantes na natureza, vem ganhando cada vez mais espaço nos centros de pesquisa como uma tecnologia ambiental que segue o conceito de materiais eco friendly e os princípios da química verde propostos na década de 90. Quando bem explorados, esses agentes multifuncionais podem permitir a redução do custo operacional do tratamento de água e expandir o acesso a esse recurso. Em face as perspectivas promissoras do uso de produtos naturais como fontes de biocompostos, esta revisão tem como objetivos compilar os diversos estudos desenvolvidos nos últimos anos que relatam a obtenção e eficiência de materiais naturais como agentes coagulantes e floculantes de águas para abastecimento, com ênfase na quitosana, sementes da espécie Moringa oleífera e taninos vegetais. Em paralelo, pretende-se também expor as limitações e malefícios dos coagulantes tradicionais a base de sais inorgânicos e polímeros sintéticos, bem como seus mecanismos de atuação, contrastando com os principais parâmetros físico-químicos utilizados no controle de qualidade de águas naturais e tratadas.

Palavras-chave


Produtos Naturais; Química Verde; Coagulantes Naturais; Tratamento de águas.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online