Biomassa Liofilizada de Syncephalastrum racemosum como um Biocatalisador Inovador para Produção de Biodiesel

Jacqueline Aparecida Takahashi, Norma Patricia Durán, Isabel Cristina Pereira

Resumo


No presente trabalho foi avaliada a produção de biodiesel usando células íntegras liofilizadas do fungo Syncephalastrum racemosum como biocatalisador da reação de transesterificação. Este estudo foi realizado visando o uso da biomassa produzida por fungo filamentoso, como catalisador. Esta utilização representa uma alternativa para diminuir os custos elevados do emprego de lipases purificadas para este fim. Além disso, foram estudados alguns parâmetros reacionais que influenciam a reação; como tempo de reação, razão molar óleo/álcool e quantidade de catalisador avaliados através do planejamento fatorial 23 e da metodologia de superfície de resposta Box-Behnken Esta metodologia permitiu concluir que as melhores condições de tempo de reação e razão molar óleo/álcool foram de 48 horas e 1:3, respectivamente. Nestas condições, foi produzido um biodiesel com um teor de ésteres de 85,5% (m/m).

Palavras-chave


Syncephalastrum racemosum, biomassa liofilizada, biodiesel



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online