Estudo químico e avaliação das atividades anti-inflamatória, antitumoral e antioxidante das partes aéreas de Aeschynomene sensitiva

Fábio Vandresen, Vanessa G Alves-Olher

Resumo


A espécie Aeschynomene sensitiva é considerada uma erva daninha que ocorre principalmente em regiões de clima tropical alagável, e pode ser encontrada em vários estados brasileiros. Até o presente momento não há relatos na literatura sobre estudo químico e farmacológico para essa espécie. O primeiro estudo fitoquímico de sementes, folhas e galhos de Aeschynomene sensitiva levou ao isolamento do rotenoide glicosilado 6-hidroxi-6a, 12a-dehidrorotenone, do isoflavonóide glicosilado 2,7 dihidroxi-4,5dimetoxiisoflavona, dos flavonoides quercetina 3-O--D-glicosídeo, quercetina 3-O--D-galactopiranosideo e quercetina-3-O--L-ramnopiranosideo, dos compostos fenólicos ácido gálico e galato de metila e da saponina soiasaponina I.. As estruturas dos compostos isolados foram atribuídas com base em dados espectroscópicos de RMN uni- e bidimensionais e comparação com dados da literatura. Foram avaliadas as atividades anti-inflamatória, antitumoral e antioxidantes do extrato metanólico bruto e suas frações. As frações acetato de etila das sementes (FAcS) e folhas (FAcF) apresentaram elevada atividade antioxidante com IC50 12,4 and 18,2 µg/mL, respectivamente.

Palavras-chave


Aeschynomene sensitiva; Fabaceae; atividade anti-inflamatória; atividade antioxidante; rotenoide; saponina



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online