Avaliação de Compostos Lipídicos em Ambiente Anóxico da Lagoa da Conceição, Ilha de Santa Catarina, Brasil

Giovana A. Bataglion, Patricia Roberta Puhl, Martinho Raul, Sandra Regina Damatto, Luiz Augusto S. Madureira

Resumo


Biomarcadores geoquímicos e composição elementar foram avaliados em amostras de sedimentos para determinar as fontes de matéria orgânica (MO) em um ambiente anóxico da Lagoa da Conceição, em Santa Catarina. Um testemunho sedimentar (54 cm) foi coletado no ponto representativo da região anóxica e analisado, após o fracionamento e derivatização quando necessário, por cromatografia a gás com detector por ionização em chama (CG-DIC) e espectrometria de massas (CG-EM). Biomarcadores geoquímicos como hidrocarbonetos, álcoois e esteróis foram detectados nas frações ao longo do testemunho. A razão atômica C/N associada à distribuição dos homólogos para cada classe de biomarcadores permitiu inferir que a MO sedimentar extraível com solventes é proveniente de plantas terrestres, bactérias e, principalmente, algas. A partir da análise de agrupamento hierárquico, foi possível agrupar as frações do perfil sedimentar quanto ao efeito do processo de eutrofização e a mudança das fontes de MO nos diversos intervalos de profundidade do testemunho. Os resultados obtidos por meio da datação geocronológica com o radionuclídio 210Pb confirmaram que a maior proporção de biomarcadores autóctones em profundidades maiores está relacionada com a maior produtividade que o ambiente apresentou no passado e não com a maior taxa de sedimentação/preservação. Ainda, os resultados obtidos neste trabalho estão de acordo com a condição redox e com os parâmetros físico-químicos determinados no período de coleta. A predominância do isoprenoide fitano em relação ao pristano, assim como os valores da razão atômica C/S menores que 2,8 ao longo do testemunho são indicativos das condições redutoras no local.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20120036


Palavras-chave


Biomarcadores; anoxia; testemunho sedimentar.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online