Potencial Energético da Casca de Coco (Cocos nucifera L.) para Uso na Produção de Carvão Vegetal por Pirólise

Elias Ricardo Durango Padilla, Gabriela Bertoni Belini, Gabriela Tami Nakashima, Walter Ruggeri Waldman, Fábio Minoru Yamaji

Resumo


A falta de um destino correto para o descarte dos resíduos de coco verde e seu potencial como biomassa estimula sua utilização para fins energéticos. Este trabalho teve como objetivo investigar o potencial energético da casca de coco verde (Cocos nucifera L.) para produção de carvão vegetal através de estudo pirolítico. Para a obtenção do carvão vegetal, as amostras foram submetidas à pirólise, nas temperaturas de 300 °C (CP300), 350 °C (CP350), 400 °C (CP400), 450 °C (CP450) e 500 °C (CP500). A casca de coco e os carvões produzidos foram caracterizados mediante: análise imediata, poder calorífico superior (PCS) e análise termogravimétrica (TG). Para os carvões vegetais produzidos, foram também determinados seus rendimentos gravimétricos, energéticos e em carbono fixo. Observou-se que, com o aumento da temperatura de pirólise, houve a diminuição do teor de voláteis (CP300=37,95% e CP500=14,94%) e, consequentemente, aumento do carbono fixo (CP300=56,42% e CP500=79,39%) e PCS (CP300=28,84 MJ/kg e CP500=29,59 MJ/kg). O aumento da temperatura também provocou a diminuição do rendimento gravimétrico (CP300=48,05% e CP500=33,29%) e energético (CP300=66,50% e CP500=52,76%) e um aumento na estabilidade térmica. Pode-se concluir que o carvão vegetal da casca de coco verde é uma alternativa para o reaproveitamento energético desse resíduo e tem condições para ser utilizado como carvão vegetal comercial.

Palavras-chave


bioenergia; biomassa; resíduos, pirólise



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online