Avaliação do Tratamento da Água Residuária da Suinocultura Utilizando Filtro Orgânico Constituído de Bagaço de Cana-de-Açúcar

Adriana Paulo de Sousa Oliveira

Resumo


O bagaço de cana-de-açúcar mostrou-se promissor na retenção de poluentes das águas residuárias, assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade desse resíduo em reter sólidos e metais da água residuária da suinocultura (ARS). O material foi acondicionando em uma coluna de filtração construída com garrafas PET e preenchida com o bagaço de cana-de-açúcar triturado, constituindo o filtro orgânico. Durante a operação foram filtrados 50 L de ARS, desse efluente avaliou-se o pH, a condutividade elétrica, a concentração de sólidos totais e voláteis, os teores totais de Ca, Mg, Cu, Zn, Mn, Fe e Al. Após o tratamento, observou-se o aumento do pH e uma baixa redução da condutividade elétrica da ARS filtrada. A melhor eficiência do filtro orgânico foi entre 30 e 40 L de efluente filtrado, nesse intervalo foi possível obter retenção de sólidos totais e voláteis maior que 40% e retenção de Cu, Zn e Mn acima de 99%. O Al foi o elemento menos retido no filtro, com remoção entre 13 e 19% no intervalo de 30 e 40 L de ARS filtrada.

Palavras-chave


Tratamento de efluente; retenção de metais; resíduo orgânico.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online