Potencial Biológico de Hidrazonas Obtidas Sinteticamente na Última Década: Uma Revisão Sistemática

Délis Galvão Guimarães, Larissa Araújo Rolim, Arlan de Assis Gonsalves, Cleônia Roberta Melo Araújo

Resumo


Resumo: pertencentes a uma classe de compostos orgânicos com estrutura geral C=NNH, as hidrazonas são classificadas como bases de Schiff, iminas resultantes da condensação de substâncias carboniladas com aminas. A obtenção deste grupo funcional geralmente ocorre pela condensação de hidrazinas ou hidrazidas com aldeídos e cetonas. Nos últimos anos o grupo funcional hidrazona vem ganhando destaque na química medicinal, devido principalmente a seu amplo espectro de aplicações e propriedades químicas e biológicas, assim como pela sua versatilidade estrutural. Deste modo, esta revisão sistemática teve como objetivo a investigação do potencial biológico de hidrazonas obtidas sinteticamente na última década. Entre os artigos científicos incluídos neste trabalho, mais de 80% deles apresentaram resultados positivos e promissores para a atividade avaliada, e menos de 15% destes exibiram resultados inexpressivos. Em adição, tornou-se perceptível a relação e a importância das propriedades de coordenação dos derivados hidrazônicos para as atividades avaliadas. E ainda, podemos afirmar que as hidrazonas sintéticas são substâncias orgânicas promissoras para a pesquisa e desenvolvimento de novos protótipos químicos visando a descoberta de novos fármacos com aplicações clínicas.

Palavras-chave


Hidrazonas; Síntese; Atividade biológica; Complexos metálicos; Coordenação.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online