Diagnóstico da Contaminação do solo por metais tóxicos provenientes de resíduos sólidos urbanos e a influência da matéria orgânica


Resumo


Nos últimos anos, a eliminação de resíduos sólidos urbanos (RSU) nos locais inadequados vem crescendo no Brasil. Assim, este estudo teve como objetivo avaliar a contaminação pelos metais chumbo, cádmio, cobre, manganês, cromo, ferro, níquel, cobalto e zinco e sua relação com a matéria orgânica (MO) do solo nas proximidades do lixão da cidade de Iguatu, Ceará. Foram coletadas 8 amostras de solo na camada de 0 a 0,20m de profundidade. O pH foi realizado em  água destilada, a MO pela oxidação via úmida com dicromato de potássio. Extração dos metais foi realizada via digestão ácida e sua quantificação por espectrometria de absorção atômica.  Os resultados foram comparados com os valores orientadores no solo estabelecidos pela Resolução CONAMA 430/2009.  Análises das amostras de solo mostraram níveis de Cr . A correlação de Pearson mostrou que Zn, Mn e Fe estavam relacionados com a matéria orgânica do solo. Valores Cu, Zn e Pb foram encontrados em níveis acima do estabelecido pela legislação, criando risco de contaminação na região

Palavras-chave


Resíduo sólido; metais pesados; correlação de Pearson; matéria orgânica; solo.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online